Qual o melhor tecido para máscara caseira

Essa é uma tradução adaptada de smartairfilters.com.

Com as máscaras esgotadas durante o surto do coronavírus, muitas pessoas terão de se contentar com aquilo a que alguns cientistas chamaram “o último recurso”: a máscara DIY(Do It Yourself, em português: Faça você mesmo).

Os pesquisadores da Universidade de Cambridge testaram uma vasta gama de materiais domésticos para as máscaras caseiras.

Eles mediram a percentagem que os materiais poderiam capturar e compararam-na com a máscara cirúrgica mais comum.

No entanto, todos os materiais caseiros conseguiram capturar 50% ou mais das partículas do vírus (com excepção do lenço com 49%).

E se usar duas camadas?

Se o problema é a eficácia da filtragem, será que as máscaras funcionariam melhor se duplicássemos com duas camadas de tecido? Os cientistas testaram partículas do tamanho de vírus contra as versões de duas camadas do pano de prato, fronha e tecidos 100% algodão para camisas.

No geral, as camadas duplas não ajudaram muito. A fronha de dupla camada capturou 1% a mais de partículas, e a camisa de dupla camada capturou apenas 2% a mais de partículas. No entanto, a camada extra de pano de prato impulsionou o desempenho em 14%. Esse impulso tornou a toalha de chá tão eficaz como a máscara cirúrgica. Observação: O pano de prato também chamado de toalha de chá em inglês pode ser diferente dos que usamos aqui. Usamos tecidos diferentes para essa mesma finalidade.

Olhando para os dados, a toalha de prato e o saco do aspirador foram os materiais com melhor desempenho. No entanto, os investigadores não os escolheram como os melhores materiais para as máscaras caseiras:

Em vez disso, eles concluíram que a fronha e a camiseta 100% algodão são os melhores materiais para as máscaras de bricolage. Porquê?

A importância da respirabilidade

A resposta está na respirabilidade. A facilidade de respirar através da máscara é um factor importante que irá afetar o seu conforto. E o conforto não é apenas um luxo. O conforto irá influenciar o tempo que pode usar a sua máscara.

Por sorte, para além da eficácia das partículas, os investigadores testaram a queda de pressão em cada tipo de tecido. Isto dá-nos uma boa indicação de como é fácil respirar através de cada material. Como referência, compararam a respirabilidade de cada material da máscara caseira com a máscara cirúrgica.

Com base na captação de partículas e na respirabilidade, os investigadores concluíram que as camisetas e fronhas de algodão são as melhores escolhas para as máscaras caseiras.

Escolha dos pesquisadores para o material de máscara caseira com o melhor desempenho

Resumindo: Os dados de teste mostram que as melhores escolhas para máscaras caseiras são camisetas de algodão, fronhas ou outros materiais de algodão.

Estes materiais filtram aproximadamente 50% de partículas de 0,2 mícron, de tamanho semelhante ao coronavírus. São também tão fáceis de respirar como as máscaras cirúrgicas, o que as torna mais confortáveis o suficiente para serem usadas durante várias horas.

Adicionalmente

Embora as máscaras cirúrgicas (e presumivelmente as máscaras caseiras) sejam mais porosas do que as máscaras N95, estudos randomizados que rastrearam as taxas de infecção descobriram que as máscaras cirúrgicas são tão eficazes como as máscaras N95 na prevenção da transmissão de vírus. Os investigadores não sabem a razão exacta para isto. No entanto, alguns cientistas fazem a hipótese de que as máscaras ajudam, em parte, porque nos impedem de tocar no nosso rosto. Isso ajuda-nos a não “plantar” vírus na nossa boca, nariz e olhos.

As máscaras caseiras de algodão captaram 50% de partículas de 0,02-1 microns, contra 80% para a máscara cirúrgica. Mesmo assim, as máscaras caseiras ainda conseguiram capturar partículas enquanto as pessoas as usavam. Com base nestes dados, os investigadores concluíram que as máscaras caseiras seriam melhores do que nada.

Essa é uma tradução adaptada de smartairfilters.com.